Histórico do Coral

Em maio de 1954, um grupo de ativistas pertencentes ao INSTITUTO ISRAELITA BRASILEIRO DE CULTURA E EDUCAÇÃO (IIBCE), do Rio de Janeiro, dentre eles: o professor Pejsach Tabak, Tobias e Basie Kaczelnik, Israel Lipka, Abram e Aída Camenetzky, Pinchus Mitelman, Micha Levovitz, com a preocupação de preservar a cultura musical do povo judeu, fundou um Coro Orfeônico que hoje, com o nome de CORAL ISRAELITA BRASILEIRO ( BRAZILIAN JEWISH CHOIR ) completa 54 anos de atividade ininterrupta.

No início, dirigidos por um sobrevivente do Holocausto, o maestro I. Fater, reuniam-se cerca de 30 componentes, para ensaiar músicas do folclore judaico. A primeira apresentação deu-se em 30/10/1954, participando da inauguração da sede do IIBCE. Desta apresentação participaram 2 coralistas, Lia Camenetzky Engelender e Kátia Mitelman Schvartz, que até hoje compõem o CORAL Em 21/05/1955, já com 80 componentes, deu-se o primeiro Concerto, no Salão Leopoldo Miguez. A partir daí, iniciou-se uma história de sucessos.

O entusiasmo era contagiante! A idéia lançada pelos pioneiros, alguns até hoje sustentáculos do coro, frutificava e marcava o início de uma fase áurea na vida da coletividade judaica do Rio de Janeiro.

Com o passar dos anos as apresentações se sucederam, o Coral evoluiu, ampliando e variando seu repertório. A preservação do folclore judaico, meta inicial, se consolidou.

Com a mudança do maestro I. Fater para Israel, em 1957, o Coral passou a ser regido pelo maestro Henrique Morelenbaum, que muito contribuiu para o seu crescimento qualitativo. Novas metas surgiram. O repertório foi enriquecido com músicas brasileiras, internacionais e obras clássicas. Haendel, Haydn, Bach, Mozart, Beethoven, Mahler, Mendelsohn, Schoenberg, Fauré e Berenstein se misturam com obras judaicas em idish, ladino e hebraico: Salomone Rossi, Guebirtig, Lavry, Naomi Shemer, Nurit Hirsh e muitos outros. Especial atenção foi dada aos compositores brasileiros, sendo frequente a apresentação de obras de Villa-Lobos, Claudio Santoro, Edino Krieger, Ronaldo Miranda,Aylton Escobar, Osvaldo Lacerda e Gilberto Gil, entre tantos outros, totalizando nestes 54 anos um repertório de mais de 300 obras e mais de 300 apresentações.

Além do maestro Morelenbaum, muitos colaboraram para o desenvolvimento do Coral e a realização de seus objetivos, como as atuações dos maestros Isaac Karabtchevsky e Henrique Nirenberg.

Não podemos, no entanto, nos esquecer de tantos outros maestros e assistentes que nos fortaleceram nestes 51 anos: Eleazar de Carvalho, Heitor Argolo, Joaquim Assis, Carlos Acselrad, Eduardo Morelenbaum, Jaques Morelenbaum, Leon Halegua, Fernando Ariani, Roberto Duarte, Israel Menezes e Nelson Márcio Nirenberg.

Auxiliando os regentes destacamos o importante trabalho dos pianistas: Ieta Lipca Herszenhaut, Guita Rozen e Sergio de Freitas.

O Coral já fez mais de 300 apresentações, por diversas vezes acompanhado das orquestras mais renomadas do país, tais como: Sinfônica Brasileira, Sinfônica Nacional, Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra Rio Camerata, Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Contou também com o concurso de vários solistas convidados,entre os quais destacamos: Aldo Baldin, Werner Griessman, Glória Queiroz, Eliane Sampaio, Oren Buljover, Maria Lúcia Godoy, Paulo Fortes, Mario Tolla, Assis Pacheco, Aracy Bella Campos e Ignácio Di Nonno, bem como de seus próprios solistas, como: Ester Melli, Clarice Szajnbrum e Lia Camenetzky Engelender, entre outros.

Em 1990, Abrahão Rumchinsky assumiu a direção do Coral, cargo que ocupa até os dias de hoje, com a colaboração dos pianistas Waldemar Gonçalves e Regina Cláudia Barros.

A participação do Coral Israelita Brasileiro na vida musical brasileira tem sido motivo de orgulho, merecendo destaque os seguintes eventos:

Além do Rio de Janeiro, o CORAL já se apresentou em São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte, São Lourenço, Teresópolis e Juiz de Fora.

Em 1992, concretizando um antigo sonho, o Coral apresenta-se em Israel, participando da 16ª Zimriya - Festival Internacional de Corais - em Jerusalém. Com intensa programação de apresentações e estudos, o evento reuniu 40 corais dos 5 continentes, cabendo ao Coral Israelita Brasileiro representar o continente Latino-Americano na abertura solene do Festival, interpretando uma obra de Villa-Lobos.

Em Agosto de 1996, o Coral Israelita Brasileiro ( Brazilian Yiddish Choir ) foi novamente honrado com um convite para participar da Zimriya Especial, comemorativa dos 3000 anos de Jerusalém, reunindo corais judaicos do mundo todo. Após ensaios intensivos durante uma semana, os 40 corais participantes apresentaram-se no Concerto de Gala em homenagem a Jerusalém, na Piscina do Sultão. O Coral foi convidado a se apresentar também na Televisão, representando a América Latina no Festival.

A partir de Agosto de 1996, o Coral teve várias apresentações, tais como:

	Semana da Arte do Colégio Pedro II, nas filiais de 

		São Cristovão e Humaitá;

	Noite da Coletividade Judaica, no Centro Comercial

		de Petrópolis;

	Encontro de Corais, no Clube Hebraica do Rio de

		Janeiro;

	Em 28-06-97, Concerto Anual do Coral na Sala 

		Cecília Meireles,apresentando 18 canções

		em 8 linguas;

	Em 30-03-98,Concerto Comemorativo dos 50 Anos do 

		Estado de Israel,na Sala Cecília Meireles,

		organizado pela Secretaria de Estado de

		Cultura e Esporte e pela FUNARJ.

Em 1997 o Coral Israelita Brasileiro foi agraciado com a Medalha e Diploma "Pedro Ernesto" outorgados pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro, por serviços prestados à Música e à Cultura de nossa cidade.

Em 1998 o Coral participou do Festival de Coros de Juiz de Fora, bem como dos Concertos para a Juventude, no Teatro Carlos Gomes.

Em Maio de 1999 o Coral apresentou-se, com grande sucesso, no encontro de corais CANTA BRASIL 2000, em São Louremço, MG. Também se apresentou nos CANTA BRASIL de 2001, 2002, 2003 e 2004

Em 29/04/2004, recebeu moção de louvor conferida pela Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro em reconhecimento pela atuação do CORAL em seu cinquentenário.

Em 2004, o CORAL, entre outras apresentações, realizou na Sala Cecília Meireles dois grandes Concertos, que contaram com a participação especial do Coral Juvenil da Escola Eliezer-Max e da Orquestra Rio Camerata. Foi também homenageado no Festival Internacional de Corais CANTA BRASIL 2004, realizado em São Lourenço, MG, pelos 50 anos de dedicação à música coral.

Com o apoio da Escola Israelita Brasileira Eliezer Steinbarg - Max Nordau mantemos nossas atividades regularmente, com ensaios às segundas e quintas às 20:30hs, à Rua das Laranjeiras, 405, no Rio de Janeiro. Estamos abertos à participação de novos colaboradores que, amantes da música, queiram juntar-se ao nosso trabalho, levando nossa mensagem, nosso canto e nosso entusiasmo às comunidades de todo o Brasil.



<< Voltar

Coral Israelita Brasileiro


Coral Israelita Brasileiro - Rua das Laranjeiras, 405, RJ | contato@coralisraelitabrasileiro.com.br | Fale Conosco